O que leva uma pessoa a ir pra Ásia?!


Planejar uma viagem é sempre um misto de ansiedade e aprendizagem e o fator mais importante é poder compartilhar dicas e sugestões que possam ser úteis também a outros viajantes.

A ideia desta viagem surgiu a cerca de um ano em uma manhã nublada de inverno quando abri a caixa do correio e para minha surpresa encontrei um cartão postal enviado pela minha meiga amiga Lynn que mora na China. Os votos do cartão de um feliz ano novo trouxeram além de alegria para o meu dia a chama que faltava para realizar um sonho antigo de colocar os pés pela primeira vez na Ásia. E foi assim que começaram os planejamentos para a viagem dos sonhos que vai ser mais ou menos assim….

asia

– 6 dias em Bangkok (Tailândia) para conhecer os principais templos, mercados flutuantes, feirinhas e saborosos restaurantes de comida tailandesa.

– 4 dias em Siem Reap (Camboja) para visitar os templos de Angkor Wat, andar muito de bicicleta para explorar os arredores da cidade, ver um espetáculo de dança Apsara e se deliciar com a culinária cambojana.

– 2 dias em Macau (China) para explorar os resquícios dos patrícios em terras chinesas, conhecer o maior cassino do mundo e ainda de quebra visitar minha amiga Reta que vai me presentear com dois espetáculos do grupo de Franco Dragone na Cidade dos Sonhos.

– 2 dias em Hong Kong (China) para conhecer uma das cidades mais vibrantes da Ásia com seus arranha-céus gigantes, além é claro de visitar a ilha de Lantau e a maior estátua de Budha a céu aberto e dar uma passadinha de leve na Disney chinesa.

– 5 dias em Chiang Mai (Tailândia) para conhecer templos, andar de elefante, conhecer a tribo das mulheres girafa, além é claro de fazer um super curso de culinária tailandesa.

– 7 dias em Krabi, Phuket e Phi Phi Island (Tailândia) para fazer muitas massagens, descansar e relaxar nas praias mais paradisíacas daquelas bandas porque nenhum viajante é de ferro.

Pois bem essa será a viagem dos sonhos e os hotéis utilizados durante o período serão os seguintes:

Hotel Bangkok Loft Inn – escolhi este hotel por estar localizado em uma região próxima ao metrô e ainda oferecer o serviço gratuito de transfer do aeroporto internacional de Suvarnabhumi.

Bayon Boutique: optei pelo hotel ao saber que era recém inaugurado e pelo atendimento que inclui ainda o serviço de transfer do aeroporto de Siem Reap com os famosos tuk-tuks.

5footway Inn project Ponte 16 (Macau): este hotel recém inaugurado em Macau além de estar super bem localizado próximo aos principais atrativos da cidade ainda tem a vantagem de estar localizado em frente ao Sheraton que oferece transfer gratuito do terminal de ferry que liga a cidade a Hong Kong (o próximo destino da viagem).

Mini Hotel (Hong Kong): a primeira vista parece que os apartamentos são um pouco claustrofóbicos, mas nada que uma marinheira acostumada a viver em cabines de navios não seja capaz de aguentar por míseros 2 dias. Além do mais a localização é super vantajosa por estar a poucos passos do metrô e das ruas mais badaladas de Hong Kong.

Varada Place (Chiang Mai – Tailândia): apesar de ser um hostel bem simples, optei pelo Varada por ser uma opção econômica e ainda porque preciso somente de um bom lugar para dormir que esteja próximo de restaurantes de qualidade e acredito que está será uma boa opção.

Glur Hostel (Krabi – Tailândia):  escolhi o hostel por estar bem localizado e por contar com área de convivência com outros viajantes já que o intuito desta parte da viagem é fazer amigos para aproveitar ao máximo as belezas, as praias e as baladas do sul da Tailândia.

Phi Phi Cabana Resort (Krabi – Tailândia): a maior extravagância da viagem será a hospedagem neste resort que fica de frente pra praia mais linda do sul do país e ainda de quebra ter uma piscina com todas as mordomias possíveis.

Lembrando que os destinos visitados não exigem vistos para brasileiros (para entrar no Camboja basta pagar uma taxa de US$ 30 e levar uma foto 5×7), somente o certificado internacional de vacina contra a febre amarela e o passaporte com validade mínima de 6 meses.

A companhia aérea escolhida para voar de São Paulo a Bangkok foi a Qatar Airways por ter os preços mais em conta na data da compra e os voos internos entre a Tailândia, Camboja, Macau e Hong Kong com a companhia local de baixo custo Air Asia.

E agora é pé na estrada e nos próximos posts acompanhem os melhores momentos desta super viagem.

Primeira parada: Bangkok 

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @turisnews no Twitter.

Não seja egoísta, compartilhe com seus amigos!

http://ocioso.com.br/troca-de-links/tag/id/2aSQKTh2LOmsO7wM-FrbAl3Ib7ahLZLPprEo1vFPENFBmNwPMtdF8C3OtnUCYXqAu3v4uxkfe7LwKWDTviGSpsdQBKHjFDNhfjn_PWMIS5y8SZl0__UcJffPwJpRzGd61xlCtaQV3Y4P3dBVgHmvou_kDt1gNivES5btuINGSEi0Hhm8Bm69KHknZO4FKZEpNJY974uzhhULx8iIuEC4xM_UEkCV17kkHuSdIaE9jn1QSaawqEKriRM3BuW0qWEb|J4CvX5rnbjhyG6J76LSBM0Ea4sSftZOWCpQ0cDw3d0M=

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s