Craco: a cidade fantasma italiana


Esta semana o cantinho da viagem recebe uma série de artigos diretamente da Itália enviados pelo blogger italiano Denis Strickner da Stricky Planet. E o primeiro deles é sobre a cidade fantasma de Craco, vale a pena conferir…

CRACO a cidade fantasma

Parece difícil, impensável, impossível.  No entanto, há um lugar na Itália que, apesar de sua beleza, sua história e sua cultura… foi esquecido em um canto.

Não vamos falar de hotéis, bares e restaurantes, mas somente da sua história. Uma história que reflete, infelizmente, a história da Itália. Exteriormente maravilhosa aos olhos dos turistas, mas sem nenhum fundamento em sua base… segredos, erros, superficialidade e fragilidade são os principais ingredientes para transformar uma pacata cidade no sul da Itália em um terrível pesadelo para os seus habitantes .

craco

Craco, cuja história remonta ao século VII a.C. está localizada em terreno árido, seco e cercado por ravinas, sulcos profundos em um solo calcário devido à água da chuva que escorre para o vale.  Um teatro perfeito para cenas de um filme ocidental.

craco5

Entre uma curva e outra no horizonte fica a cidade fantasma que já foi a cidade de Craco.

craco2

Um encanto escuro e assustador, um museu ao ar livre que resplandece contra o horizonte, entregue totalmente às curvas das formações naturais. Craco é a bela memória do trágico destino de um povo forçado a fugir de suas casas, a exemplificação de uma região marcada por uma história linda, mas muitas vezes dolorosa. A região da Basilicata, cujas atrações naturais e culturais são acompanhadas por um vácuo político e econômico por mais de um século, condena os seus filhos a emigrar e reflete suas facetas nessa pequena vila abandonada no topo de sua colina.

craco3

A cidade antiga, com seu centro histórico precioso, foi completamente evacuada por causa dos deslizamentos de terra violentos que abalaram o solo na década de 70 , o resultado de uma tentativa degenerativa para construir um aqueduto nos anos quarenta, seguido de infiltração de água, decisões infelizes de uso da terra e a erradicação das poucas árvores que sustentavam os deslizamentos de terra .

O erro humano, um erro italiano.

Em 2010, iniciou-se uma tentativa de melhorar o vilarejo, o que levou à criação do Parque Museu da Cidade Velha de Craco, visitado por poucos turistas corajosos. Algumas rotas pelas ruas do centro da cidade foram colocadas em segurança para que os visitantes possam descobrir o que resta da antiga cidade. No centro de Craco ainda resistem as paredes da igreja dedicada a São Nicolau, embora os tesouros do seu interior tenham sido vítimas de saques. Existem ainda vestígios de afrescos que datam do século XVII e XVIII, além de um órgão antigo.

craco4

 A Itália encontra-se também nesta história, não só nos cartões postais .

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @turisnews no Twitter.

Não seja egoísta, compartilhe com seus amigos!

Anúncios

2 Respostas para “Craco: a cidade fantasma italiana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s