As excentricidades de Berlim


O cantinho da viagem mais uma vez foi em busca de aprendizado em Berlim, a capital alemã cosmopolita, reduto de várias tribos de jovens, artistas, hippies, empresários, imigrantes e uma das mais importantes da Europa. Uma cidade cercada por parques, lagos e monumentos que remetem ao período da guerra fria quando a capital era dividida por um muro que circundava a cidade Ocidental, separando-a da Alemanha Oriental. O Muro de Berlim, ou parte do que restou dos seus cerca de 60km, certamente é um dos atrativos mais visitados da cidade depois da sua queda em 1989. Atualmente na região próxima à estação Ostbahnhof fica a East Side Gallery (Mühlenstraße) composta de partes do muro grafitadas por artistas de várias partes do mundo que expõem seus protestos e mensagens através de suas obras.

muro

East Side Gallery, Berlim.

Como estava hospedada no Hostel DDR a poucos metros da estação Ostbahnhof, sai bem cedinho para caminhar ao longo do rio Spreee conhecer parte do muro, além sentir a vibe hypster dos moradores que em pleno verão se aglomeram ao longo do rio para se refrescar e tomar um solzinho depois de tantos meses de frio e neve. Depois de atravessar a ponte Oberbaum que conecta a área de Friedrichshain (leste) e Kreuzberg(Oeste) e dar uma paradinha em um dos cafés locais, encontrei uma raridade apreciada pelos fãs do rock: o Museu dos Ramones (Krausnickstraße, 23). Criado em 2005 pelo alemão Flo Hayler, é o único no mundo com um acervo que conta com fotos, ingressos, pôsteres e até roupas dos integrantes da banda americana. O museu, apesar de pequeno, é bem aconchegante e dispõe de um café e um palco que costuma receber artistas locais para shows gratuitos ou com preços acessíveis.

rio

Grafites à beira do Rio Spree, Berlim, Alemanha.

Como o intuito da caminhada era conhecer a parte central da cidade, segui  até a Torre de Berlim (entrada 15,5 euros) e lá do alto dos seus 203 metros tive a oportunidade observar uma vista panorâmico da cidade e da Alexanderplatz, uma das praças mais vibrantes e centro de comércio da capital alemã. Dali saem todos os dias diversos passeios com guias locais que contam um pouco da história da cidade, além é claro de ser o ponto de partida para as compras em lojas de departamentos como a Primark.

A poucos metros da Alexanderplatz encontrei também o famoso Biergarten Hofbräu, um dos mais populares da cidade e bem característico do sul do país na região da Bavária durante o período da Oktoberfest. Ao entrar no salão enorme bateu aquela saudade de Munique e aproveitei para comprar um Dirndl (vestido típico usado durante a Oktoberfest) que estava na promoção e me refrescar com uma Maß (caneca de cerveja).

Outros atrativos famosos que valem também a visita em Berlim são: o Portão de Bradenburg, local de encontro dos berlinenses para festas, comemorações e protestos, o Museu Judeu de Berlin com seu projeto arquitetônico  caracterizada pela deformação da Estrela de David e o Museu do DDR (Deutsche Demokratische Republik– entrada 9,50 euros). Este último inaugurado em 2006 e localizado às margens do rio Spreeem frente à Catedral de Berlim é um dos mais interessantes da capital e mostra de maneira interativa o estilo de vida comunista na Alemanha Oriental com objetos e cenários inspirados na época e a possibilidade de tocar, mexer e se esbaldar nos diversos ambientes como se estivesse em sua própria casa.

Depois de visitar a parte histórica da cidade, dediquei praticamente uma tarde toda para conhecer o Palácio de Charlottenburg, construído em estilo barroco como residência de verão do rei da Prússia, e passear pelos arredores do seu parque. O bairro leva o mesmo nome do palácio, é elegante, ordenado, possui várias opções de restaurantes internacionais e é um dos redutos da classe alta berlinense e dos imigrantes e descendentes russos. Apesar de não ser um dos bairros mais turísticos da cidade, Charlottenburgabriga um dos bares temáticos mais estranhos que conheci na vida, o Klo – Die Toilettenkneipe (literalmente o bar de banheiro – Leibnizstr. 57 – U7 Richard-Wagner). O nome já dá uma dica do que podemos esperar, um bar temático de WC com paredes e teto caindo aos pedaços, um esguicho de água que recebe os clientes logo na entrada, além é claro dos vasos sanitários que servem de cadeiras, o papel higiênico de guardanapo e as bebidas que são servidas em um penico.

charlottenburg

Palácio de Charlottenburg ao fundo em um passeio pelo parque em seus arredores, Berlim, Alemanha.

E falando em bares, voltando a Kreuzberg/Neukölln, o lado B da capital alemã com seus grafites, galerias de arte e ponto de encontro das diversas tribos, encontrei o Bar Herr Lindermann (Richardplatz 16 – próximo ao U7 Karl-Marx-Straße) com um ambiente super agradável, música ambiente e incríveis coquetéis mixológicos que mesclam de maneira magistral as bebidas com um toque natural aromático da sálvia, manjericão, hortelã e outros em receitas únicas guardadas a sete chaves pelo bartender que comanda a bancada.

E em meio a tantos atrativos não há como não se apaixonar pelo modo simples de vida dos berlinenses que tem como paixão a liberdade de locomoção com as bicicletas. Elas estão por toda a parte, principalmente na primavera e verão quando a cidade é invadida pelas magrelas em todos os cantos e não há como resistir a um passeio pelos bairros mais icônicos ou pelos diversos parques. Outro detalhe que certamente não passa despercebido são os milhares de Buddy Bears(ursos) coloridos espalhados pela cidade. Eles foram idealizados pelos artistas Klaus e Eva Herlitz em 2001 em ocasião de um evento artístico em Berlim e foram inspirados nas estátuas das vacas que na época se proliferavam em Nova Iorque e Zurique. Desde então, os ursos já rodaram o mundo em exposições itinerantes e hoje adornam diversas praças e monumentos de Berlim, além de estamparem camisetas, canecas, chaveiros, etc.

urso

Símbolos inconfundíveis de Berlim: Buddy Bear e Bike.

Visitar Berlim é descobrir em cada cantinho um motivo para se encantar e querer voltar em outras oportunidades para se surpreender com as novidades de uma capital em constante movimento que abriga pessoas do mundo inteiro.

Como chegar: a cidade de Berlim possui dois aeroportos: Tegel que fica na região noroeste da cidade nas proximidades de Charlottenburg e recebe voos das principais companhias internacionais e o Schönefeld que fica na região sudoeste a cerca de 40 minutos de Kreuzberg e recebe companhias nacionais e de low-cost como ryanair e easyjet.

Onde ficar: nesta viagem o DDR Hostel foi o meu refúgio ideal durante a visita a Berlim. Os quartos são simples e possuem móveis e decoração autênticos da Alemanha Oriental, o que lembra em muito o design nos anos 80 nos lares brasileiros.

Como se locomover: a cidade de Berlim é muito bem servida com o transporte público e conta com ônibus, tram, metro (U-bahn) e trens (S-bahn) que funcionam de maneira interligadas, o que significa que um mesmo bilhete pode ser utilizados em todos os serviços dentro do período de validade. Para se locomover pelos diversos pontos da cidade há tarifas que variam de acordo com as zonas do destino. Um bilhete para uma curta distância de três paradas custa 1,7 euros, enquanto que um bilhete simples para uma viagem de até 2 horas custa 3,40 euros e abrange todas as áreas da cidade.

E se você quiser conhecer Berlim aproveite e confira os pacotes promocionais aqui.

Vai viajar? Então não esqueça de fazer o seu seguro de viagem e ganhar 5% de desconto com o cupom de desconto do cantinho da viagem. Basta acessar aqui e antes de finalizar a compra inserir o código CANTINHODEVIAGEM.

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta o nosso Instagram e Facebook e compartilhe a ideia com seus amigos!

Você também pode gostar de “Seria esta a tradicional Oktoberfest?”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s