Seria esta a tradicional Oktoberfest?!


Durante a semana o assunto mais comentado nas primeiras páginas dos jornais em Munique foi com certeza a Oktoberfest. Mais de 500.000 Brezels (os tradicionais pães em um formato bem característico) foram preparados para o grande evento e a grande preocupação era com relação ao tempo para este Sábado, o grande dia da abertura do evento.

Os Brezels são típicos desta região de Munique e podem ser gigantes, com até  30 cm de comprimento. Eles são chamados de Wiesnbrezn e são feitos na época da Oktoberfest. “Uma”Partybrezel (observem que em alemão é uma palavra feminina, die Brezel) pode ter 50 cm ou mais, e é feito sob encomenda depois que o padeiro é informado sobre quantas pessoas irão participar da festa.

Desde as primeiras horas da manha as pessoas já aguardavam a abertura dos portões da Oktober para conseguir um bom lugar nos pavilhões do chope, os quais ficariam lotados rapidamente. Assim, exatamente ao meio dia a cerimônia oficial da abertura do primeiro barril de chope aconteceu e milhares de pessoas em seus trajes típicos (Dirndl e Lederhose) tomaram conta da Wiesn (prado de Therese onde a festa é realizada), empolgados com muita cerveja, diversão, musica e a tal temida CHUVA…

Apesar da torcida positiva durante a semana, o tempo não ajudou muito e um aguaceiro caiu durante a maior parte do dia, mas nada que pudesse atrapalhar o bom humor dos convidados da festa que mesmo debaixo do temporal não deixaram de brincar no parque de diversões da festa.

Bem, com certeza todos já devem ter ouvido falar da tão tradicional Oktoberfest de Munique, agora vamos conhecer um pouquinho mais da historia desta festa.

A Oktoberfest de Munique surgiu em Outubro de 1818 (daí o nome) em função das comemorações do casamento do príncipe Luís Ludwig com a princesa Therese de Sachsen-Hildburghausen. Como o príncipe desejava a participação popular na festa, o rei Maximiliano I baixou um decreto para que uma folia fosse preparada com muita cerveja. Foi nessa primeira Oktoberfest que surgiram as barracas de lona para fornecer comida e bebida, um costume que se manteve até hoje.

O local da festa não poderia ser outro senão a Theresienwiese (prado de Therese) onde milhares de barracas oferecem comida, diversão e arte para os participantes que no período de 22 de Setembro a 07 de Outubro terão tempo suficiente para divertir-se e beber muita cerveja.

Ao entrar no parque da Oktoberfest tive a impressão de estar em um parque de diversões com direito a montanha russa, roda gigante, carrossel, barracas de sanduíches com as tradicionais salsichas alemãs, barracas dos tradicionais biscoitos em formato de coração com frases escritas em bávaro, barracas de jogos e como não poderia deixar de ser os gigantescos pavilhões onde a musica rola solta e a cerveja é vendida em litros.

So para dar uma ideia, a cerveja comercializada na Oktober possui um teor alcoólico bem elevado, a caneca de 1 litro custa em torno de 9,50 euros e para comprar uma delas é preciso entrar em um dos pavilhões lotados. Claro que muitas pessoas levam seus mantimentos de casa e acabam fazendo um pic nic nos arredores da festa, já que os preços são um pouco salgados.

A maioria das pessoas vão vestidas a caráter para a festa e isso significa usar os tradicioanis Dirndl e Lederhose. Um Dirndl é um tipo de vestido tradicional utilizado na Baviera, Liechtenstein, Áustria, e Tirol do Sul, baseado na vestimenta histórica dos camponeses alpinos. Os vestidos que são vagamente baseados no Dirndl são conhecidos como Landhausmode.

Nos dialetos do sul da Alemanha (bairisch), Dirndl originalmente se referia a uma mulher jovem ou uma menina, e Dirndlgewand se referia ao vestido dela. Atualmente, Dirndl pode se referir tanto a uma jovem quanto ao vestido. A colocação do nó do avental é, por vezes, um indicador do estado civil da mulher. Quando isto ocorre, um nó amarrado no lado esquerdo da mulher indica que ela é solteira, e um nó amarrado à direita significa que ela é casada ou comprometida, e um nó atado na parte de trás significa que a mulher é viúva.

O Dirndl surgiu como uma forma mais resistente de traje que se tem atualmente; o uniforme de funcionárias austríacas no século XIX (Dirndlgewand, que significa “vestido de empregada”). Formas simples em cores lisas ou xadrez foram também usadas pelas trabalhadoras e, originalmente cada aldeia tinha seu próprio estilo e ornamentos. As classes mais altas austríacas aprovaram o Dirndl como alta moda na década de 1870 e hoje eles variam em cores, estilos e preços. Já a Lederhose é uma calca feita em couro com suspensórios, usada com uma camisa xadrez.

Talvez pela grande influencia alemã na região sul do Brasil (onde eu moro), achei tudo muito trivial e pra dizer a verdade não me impressionei com nada a não ser pelo fato de que a primeira musica que ouvi em um dos pavilhões foi a nossa tão conhecida “Ai se eu te pego”. Talvez seja essa mais uma prova de que o tradicionalismo alemão se rendeu a pieguice brasileira tipo exportação, então neste caso eu acho que a melodia “tomar um banho de chuva, um banho de chuva” da Vanessa da Mata viria bem a calhar neste primeiro dia de Oktoberfest.

…e a festa continua nos próximos dias…

Anúncios

Uma resposta para “Seria esta a tradicional Oktoberfest?!

  1. Pingback: Vem aí a 30º Oktoberfest em Blumenau-SC | VIAGENS PELO MUNDO·

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s