As lendas de Taormina na Sicília


A cidade de Messina na Sicília foi o ponto de partida para uma visita à Taormina em pleno início da primavera quando os aromas das flores se mesclam com a beleza da paisagem formando um par perfeito para subir a montanha que tem também o privilégio de ter a melhor vista do famoso vulcão Etna.

vista Taormina

Vista do alto da montanha em Taormina.

O livro 12 da Odisséia de Ulisses narra a lenda de Chila (uma ninfa em forma de monstro) que afundava os barcos que se atreviam a passar pelo Estreito de Messina e foi ali que Ulisses perdeu seus companheiros de viagem. A lenda pode ser muito bem explicada  através da ciência, pois naquele estreito encontram-se o Mar Tirreno e o Mar Iônico, ambos de distinta salinidade e com correntezas que mudam de 6 em 6 horas e dificultam a navegabilidade o que certamente influenciou e muito na criação deste lenda.

A Sicília possui diversos monumentos da arquitetura grega até mais conservados que nas próprias ilhas gregas, o que é o caso da cidade de Agrigento e a própria Taormina onde encontra-se o Teatro Grego, um dos pontos turísticos mais famoso da cidade que abrigou gregos e romanos em uma paisagem no alto da montanha com uma das melhores vistas do mar (entrada no teatro custa 10 euros).

teatro grego

Teatro Grego de Taormina

eu Taormina

Dentro do Teatro Grego em Taormina.

Os povoados gregos medievais por volta de 735 a.C. formaram uma pequena colônia chamada Naxos aos pés do vulcão Etna na ilha Siciliana e, logo mais tarde, com receio dos constantes ataques e invasões árabes subiram o povoado para o Monte Tauro dando então o início ao povoado de Taormina no alto da montanha.

A cidade que até o Século XVIII era um pacato povoado teve sua fama propagada através dos jovens europeus que por ali passavam em seu Grand Tour da Jovem Nobreza em busca de aprendizado e suas belas paisagens.

flores

Paisagem na primavera em Taormina.

O pacato centro de Taormina é constantemente invadido por milhares de turistas que passam o dia a visitar suas vielas e a deliciar-se com os produtos locais como: os cannoli (canudinhos fritos recheados de ricota e outros ingredientes), os arancini (uma espécie de coxinha só que feita com arroz e ervilhas), além dos produtos a base de amêndoas e é claro os deliciosos vinhos sicilianos como o Marsalla (um vinho sobremesa  normalmente feito da mistura de diversas uvas) e o Nero d’Avola (que pode chegar a 15% de teor alcoólico e suas notas podem ser doces e encorpadas até picantes e terrosas).

frutas

Vendedor de frutas no centro de Taormina.

pratos

Artesanato tradicional Siciliano com pinturas em cerâmicas que representam a mitologia local de grande influência grega. Em um deste pratos podemos ver  a Trinácria que quer dizer treis (três) akras (pontas) em alusão à forma triangular da ilha Siciliana.O símbolo tem ao centro a figura da Medusa, uma górgona da mitologia Grega, com serpentes no lugar dos cabelos transformando em pedra quem olhasse diretamente nos seus olhos, o símbolo conta também com asas, três pernas e espigas de trigo. Na Trinácria, a Medusa simboliza a sabedoria; suas duas asas representam o passar do tempo; as espigas de trigo simbolizam a fertilidade (a Sicília era definida o “celeiro” da Antiga Roma); e, as três pernas as três pontas da ilha.

Na base do monte há opções de praias e passeios de barco pela  Isola Bella que duram em média 45 minutos e passam pela lindíssima Grotta Azzurra, um passeio que certamente vale a pena tratando-se desta que é uma das mais exclusivas e paradisíacas regiões da Sicília.

Como Chegar: o aeroporto mais próximo é o de Catania que fica a cerca de 1:30 hora de Taormina. A empresa Interbus faz este percurso de hora em hora entre o aeroporto e Taormina ao custo de 8,20 euros por pessoa.

Onde ficar: o centro de Taormina possui ruas bem estreitas e fica muito difícil se locomover de carro, por isso para quem não quer caminhar muito há opções de hotéis bem próximos ao centro. Há também opções de hotéis na parte baixa da cidade perto da Isola Bella que oferecem serviço de transfer até Taormina ou mesmo o teleférico que liga a parte baixa à parte alta da cidade em poucos minutos.

Anúncios

Uma resposta para “As lendas de Taormina na Sicília

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s