Um final de semana em Extrema-MG


Mal cheguei ao Brasil para aproveitar as férias e o convite da minha grande amiga Luiza para dar um pulinho em Extrema no sul de Minas soou como um presente divino para alguém que estava cansada e precisando de um lugar cercado pela natureza para recarregar as energias.


ROTA DAS ÁGUAS:
esta rota bem tranquila e relaxante está localizada a cerca de 7 quilômetros do centro de Extrema e dispõe de passeios a cavalo e ainda nos leva ao Parque Municipal Cachoeira do Salto com quiosques, redes, playgroung e academia ao ar livre. Neste mesmo roteiro é possível visitar a Prainha (entrada R$8,00) com opções de restaurante à beira do rio que serve deliciosos e generosos pratos de peixes (especialidade da casa é o file de Tilápia). Esta rota é também caminho para o Pico do Lobo Guará a 1.400 metros de altitude e de onde partem os passeios de voo livre (R$ 250,00 por pessoa).

ROTA DAS ROSAS: um roteiro de aventura pelo Parque Municipal da Cachoeira do Jaguari que oferece a possibilidade de praticar rafting e conhecer um pouco do artesanato local da região, com destaque para o Santuário Santa Rita de Extrema onde encontram-se 30 obras de latão martelado produzidos pelo artista italiano radicado em Extrema Alfredo Mucci.


ROTA DOS VENTOS:
como o próprio nome já diz o Parque Ecológico dos Cabritos é onde concentram-se as altas montanhas que possibilitam aos aventureiros a prática de rapel, trilhas e voo livre utilizando a Rampa Serra do Lopo com uma paisagem de se perder de vista da Represa do Jaguari.

ROTA DO SOL: uma das rotas utilizadas pelos jipeiros que encontram cavernas e muita adrenalina em estradas de terra em meio à mata atlântica.


ROTA DAS PEDRAS:
é nesta rota que encontra-se a famosa caixa d´água, esculpida na pedra e usada para lavar os grãos de café, faz parte da herança dos tempos em que a região era grande produtora de café.

Depois de subir a Serra do Lopo e respirar o ar puro da Mata Atlântica, a minha visita à Extrema continuou até a Destilaria Empyreo onde se produz artesanalmente uma das melhores cachaças da região com a matéria-prima (cana-de-açúcar) cultivada no próprio sítio e todo processo de fermentação, maturação em barris de carvalho e envase feitos no local que está aberto gratuitamente para visitação. As cachaças são aromatizadas e podem ser adquiridas ali mesmo na loja da destilaria e de quebra os visitantes ainda podem almoçar no restaurante à beira do rio em total contato com a natureza.



Onde Ficar:
Hotel Fazenda Amoreiras: logo na chegada da cidade é possível avistar o hotel fazenda cercado por uma área verde de 700.000 m2 e como o nome diz cerca de 4 mil pés de amoreiras em seu entorno que dão o maior charme e água na boca dos hóspedes.

Hotel Flamboyant e Hotel Serra de Extrema: ambos fazem parte do Grupo Pururuca, uma empresa que há 25 anos iniciou suas atividades com o restaurante Pururuca servindo comida caseira mineira e hoje vem expandindo seus negócios no ramo da hotelaria nesta região da Serra da Mantiqueira.

Como chegar desde São Paulo: de carro com acesso pela Rodovia Fernão Dias ou de ônibus com partida da estação Tietê (1h30 viagem).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s