O paraíso dos lençóis maranhenses


A primeira vez que ouvi falar dos lençois maranhenses foi a exatamente 16 anos quando um grupo de noruegueses em visita a Foz do Iguaçu mostraram algumas fotos deslumbrantes das lagoas que se formavam em meio a uma deserto de areia clarinha lá pela bandas do maranhão. Naquele momento eu imaginei a possibilidade de um dia também visitar aquele lugar. Pois bem, o tempo passou e eis que neste ano tive a oportunidade de conhecer os famosos Lençois Maranhenses que estão localizados próximos a Barreirinhas uma cidade a cerca de 250 quilômetros da capital São Luiz e que também faz parte da Rota das Emoções.

Este paraíso escondido entre dunas de areia branquinha formada pela ação dos ventos em pleno calor do Nordeste faz parte de um parque nacional criado em 1981 com uma área de cerca e 156 mil hectares.

13499418_1207399852606625_1456203169_o

A partir de Barreirinhas é possível visitar o parque dos grandes lençois onde encontram-se as famosas lagoa azul e bonita e as grandes dunas que já serviram de cenário como na telenovela “O Clone” da Rede Globo, além de um passeio pelo Rio Preguiça com pequenos povoados de pescadores à sua margem, a visita aos pequenos lençois e a junção do rio com o mar.

Ao chegar em Barreirinhas depois de 4 horas na estrada, lá estava eu em frente ao hostel lençois maranhenses com o meu anfitrião Alexandre e seu filho Paulinho já programando os passeios do dia, quando de repente avistamos um grupo de pessoas no mirante da duna e para nossa alegria a televisão local estava gravando uma entrevista com o ex-judoca Tranquillini que havia participado do revezamento da tocha olímpica que passou por Barreirinhas no dia anterior a minha chegada. Depois das devidas fotos registradas e um rápido passeio pelo centro da cidade era já o momento de partir para o primeiro passeio da tarde: conhecer a Lagoa Bonita.

13509800_1208540495825894_753469653_o

Tocha Olímpica em Barreirinhas

Esta lagoa está localizada dentro do parque nacional dos lençois maranhenses e para se chegar até ela é preciso ter um pouco de espírito de aventura pois o caminho percorrido de uma hora até ela é feito por uma estrada arenosa e sacolejante a bordo da carroceria adaptada de uma toyota bandeirante. Ao chegar na Duna principal esqueça as facilidades de banheiro e centro de visitantes, o intuito principal ali é tirar os chinelos e subir a duna principal de cerca de 30 metros e depois caminhar pelas dunas e banhar-se nas lagoas que mudam a tonalidade das cores dependendo da quantidade de água e a intensidade do sol.

13493506_1208542199159057_1895288320_o

Toyota bandeirante utilizada para o passeio

13517941_1208540272492583_1431566568_o

Estacionamento de toyotas na entrada da Grande Duna do Parque dos Lençois Maranhenses

13524239_1208540309159246_784318382_o

Subida da Grande Duna nos Grandes Lençóis

13499910_1207399945939949_1315314251_o

Entardecer nas Dunas da Lagoa Bonita

 

O passeio para a Lagoa Bonita parte de Barreirinhas todos os dias às 08:00 e às 14:00 e custa R$ 60. Vale lembrar que o melhor período do dia para conhecer esta parte do parque é a tarde para ver o pôr-do-sol.

No segundo dia em Barreirinhas logo pela manhã o Alexandre (proprietário do hostel e guia do passeio) chegou bem cedinho de barco com sua mascote, a cachorrinha Mel, para começar o passeio pelo Rio Preguiça (há duas versões para o nome do rio, uma delas diz que haviam vários macacos preguiça nas suas margens e a outra afirma que a calma do rio dá muita preguiça). Este passeio dura o dia inteiro e é simplesmente sensacional, isso porque já na primeira parada em Vassouras é possível interagir com os macaquinhos que tão logo os barcos atracam já correm dar as boas vindas, depois um passeio de cerca de meia hora pelos pequenos lençois com direito a um banho de lagoa, uma parada estratégica no vilarejo de Caburé em meio às dunas para um almoço delicioso de pescados fresquinhos e descanso nas redes de frente para o rio antes de continuar o passeio até a junção do rio com o mar e uma nova parada para banho em Alto Atins antes de conhecer um típico vilarejo de pescadores em torno do Farol e para fechar com chave de ouro uma revoada dos guarás (pássaro vermelho em guarani) no retorno à Barreirinhas.

13499589_1207399915939952_1299707905_o

Macaquinhos dando as boas-vindas em Vassouras

13467830_1207399889273288_478244634_o.jpg

Caminhando pelos pequenos lençóis em Vassouras

13524233_1208540209159256_1689423214_o

Redes convidativas no Restaurante do Dudu em Caburé

13523655_1207399895939954_714586159_o

Pescadores no rio preguiça chegando em Caburé com pescados fresquinhos

IMG_9797

Entardecer no Rio Preguiça

O passeio custa R$ 80,00 e é feito em lancha tipo voadeira com a presença do guia local que acompanha os grupos nas caminhadas pelas dunas.

Era chegado o terceiro dia em Barreirinhas e como tinha somente o periodo da manhã disponível aproveitei para conhecer a Lagoa Azul. Mais uma vez enfrentando os 40 minutos do caminho arenoso e sacolejante a bordo da Toyota bandeirante lá estava eu pronta para mais uma aventura pelo parque dos lençóis. Ao chegar nas dunas a vista é espetacular com uma imensidão de areia branquinha e lagoas de águas cristalinas que vão se revelando no decorrer do caminho. Além da lagoa azul que é a maior e mais conhecida neste passeio, não há como perder a oportunidade de banhar-se na lagoa dos peixes, uma das únicas perenes do parque que concentra uma grande quantidade de peixinhos que fazem uma massagem relaxante aos destemidos que entram em suas águas mais escuras.

13499639_1208540339159243_729568353_o.jpg

Entrada do Parque dos Lençois onde fica a Lagoa Azul

13499490_1207399842606626_1367455548_o.jpg

Vista da Lagoa Azul

13509407_1208540039159273_706094176_o.jpg

Lagoa dos Peixes

13517708_1207399822606628_657702429_o.jpg

Banho na Lagoa Azul

O nível das chuvas este ano foi relativamente baixo e por isso muitas das lagoas não estavam muito cheias, no entanto a beleza singular da paisagem não deixaram nada a desejar e valeram cada centavo e sacolejo no meio do caminho. O passeio para a Lagoa Azul custa R$ 70,00 e partem às 09:00 e 14:00 de Barreirinhas.

Como chegar: a partir de São Luiz há vans disponíveis à partir das 03:00 que partem diretamente do aeroporto (R$ 50) ou ônibus de linha da Cisne Branco que partem da rodoviária (táxi até rodoviária em torno de R$ 20-30 e passagem até Barreirinhas R$ 51). O retorno de Barreirinhas pode ser agendado com antecedência com os motoristas das vans ou de ônibus.

Onde ficar: a cidade de Barreirinhas é o ponto de partida para os passeios aos lençois maranhenses e a cidade oferece diversos tipos de hospedagem dependendo do bolso do viajante. A Pousada Beira Mar como o nome já diz fica às margens do Rio Preguiça e muito bem localizada a poucos metros do centro de Barreinhas, além dela o Hotel Grande Solare Lençóis também fica às margens do rio porém um pouco mais afastado do centro. O Hostel Lençóis Maranhenses é uma boa pedida para quem quer só um cantinho para descansar e de quebra ter uma vista privilegiada do Rio Preguiça, a poucos passos do centro e da grande duna da cidade.

Onde comer: o centro de Barreinhas possui vários restaurantes a beira do Rio Preguiças e oferece opções de cardápio regional a preços bem convidativos. Quando visitar Caburé não deixe de provar o camarão alho e óleo do Restaurante do Dudu que é uma delícia (preços entre R$ 35-50 por pessoa).

Quando ir: a melhor época para visitar os lençóis com as lagoas mais cheias são nos meses de Junho a Julho, porém o parque dos lençóis e o seus arredores merecem uma visita em qualquer época do ano.

Dicas: ao visitar os lençóis lembre-se de levar protetor solar, boné e roupa de banho. As lagoas são piscinas naturais e devem ser preservadas por isso evite jogar lixo e fazer xixi na água, além disso esteja preparado para caminhar de pés descalsos pelas dunas e tirar várias fotos maravilhosas pelo caminho.

********

Nesta  visita aos lençóis maranhenses tive conhecimento do projeto de instalação de um parque eólico na região entre Paulino Neves e Barreirinhas, o que significa implantar alguns elefantes brancos (neste caso hélices gigantes) para captar o vento e produzir energia em uma região de belezas únicas onde encontram-se os lençóis maranhenses.
O grupo Omega responsável pela instalação do parque eólico em 2018 alega, como na maioria dos grandes projetos deste país, que os investimentos de cerca de R$ 1 bilhão proporcionarão o desenvolvimento econômico da região através dos royalties oferecidos à comunidade do entorno, no entanto é já sabido que o estado do maranhão é autossuficiente na produção de energia e esta energia seria utilizada pelas regiões do Sul e Sudeste do Brasil (já não basta a Usina de Itaipu para isso?!). Desta forma, acredito que a instalação deste complexo se faz altamente desnecessária e será altamente capaz de destruir o teor paisagístico desta região que atrai visitantes de diversas partes do mundo.
Com base na afirmação de uma visitante chinesa que impressionada com a beleza dos lençóis me confessou que somos abençoados por ter esta riqueza no quintal de casa e não precisar dar a volta ao mundo para desfrutá-lo é que venho expor a minha total desaprovação à instalação deste parque eólico e a visível descaracterização da paisagem natural de um dos patrimônios naturais de nosso país. Peço que compartilhem também esta ideia e ajudem a protegê-lo para que não se torne mais um dos grandes projetos falidos e descabíveis deste governo e desta sociedade incapaz de reconhecer o valor dos seus próprios recursos.

Post relacionado: As cores e sabores de São Luiz

http://www.ocioso.com.br/troca-de-links/tag/id/P3pVR6JrM7-LpdM04E6q7z0dgRTNLXPisigwWPZ0sV9cblfWD0RHM81JlzyGmLkaAW3ZG1b410wq8wU9cFZRzCpYm-5W3H8Vm6Ze3odoKkUk2FCqXJkK5dxUAq1XNgbiRxRmu3zwGDdQ_VIn6PYJZFBbPLMiCAPWHkl5jChmQFLH_-Ew7Rjr6_ZJj82SmL4dwyTjJMiXD1ZzNSvmgN951Uh4-avAqC-ixZ8RvsbEVUIjR7hentBx4MBToJJq9N-o|fLDX4-UfOYBsctR2tWYuOvM9-0yR-EfeZMjSEnnobq8=

Anúncios

2 Respostas para “O paraíso dos lençóis maranhenses

  1. Pingback: As cores e sabores de São Luiz | Cantinho da Viagem·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s