Como diagnosticar o tédio


Quem em algum momento na vida já se deparou com um certo tédio pode até concordar com o poeta Vladimir Maiakowski que em um de seus momentos depressivos afirmou ser “melhor morrer de vodca do que de tédio”, no entanto, esse sentimento que aflige muitos seres humanos pode ser amplamente combatido com uma simples mudança de atitude diante da vida, transformando uma sensação desconfortável em algo produtivo e real.

tedio

Primeiramente descubra se o que você sente é realmente tédio verificando as seguintes características corporais:

1. os entediados dobram o pescoço para o lado mostrando que não querem ouvir ou lidar com o que a outra pessoa está dizendo.

2. o entediado coloca a mão no queixo, apoiando o cotovelo na mesa.

3. o entediado não olha diretamente nos olhos do interlocutor, mas parece focalizar algo bem longe fora do contexto.

4. o entediado apoia os braços no quadril em sinal de repulsa.

Depois de diagnosticado o caso de tédio não se desespere, lembre-se que grandes personalidades fizeram grandes revoluções à partir de seus estados entediantes, como é o caso de Albert Einsten que considerava o tédio o mais alto estado mental, ou Steve Jobs que acreditava ser o tédio um produto da curiosidade, ou ainda Winston Churchill, o primeiro ministro britânico durante a Segunda Guerra Mundial que afirmou antes da sua morte estar entediado com toda aquela situação de conflito.

E lembre-se que rir é o melhor remédio para acabar com o tédio…e às vezes sair da rotina também ajuda!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s