Voltando a ser criança em Munique – Parte 3


O dia das crianças esta se aproximando e isso me fez lembrar dos meus brinquedos de infância e de quando a espera pelo presente era a maior preocupação que eu poderia ter. Falando assim até parece nostalgia, mas na verdade lá no fundo eu sinto falta dos meus brinquedos, principalmente da minha boneca Barbie com seus diversos modelos de roupas e acessórios e o meu boneco favorito: o Fofão, que para muitos era motivo de medo e historias mal assombradas, mas para mim era apenas um bichano alegre e divertido e não sei onde cargas d’água foi parar o meu tão prezado boneco.

Eis que esta semana eu estava flanando pela cidade de Munique quando de repente encontrei um Museu de Brinquedos (entrada 4,50 euros) na Marienplatz e ai minha curiosidade veio a tona e não pude deixar de visitá-lo.

Desde os tempos antigos, os brinquedos desenvolvem um papel importante na vida das crianças e o museu, seguindo essa linha, elaborou uma exposição que engloba os diversos tipos de brinquedos dos últimos 100 anos.

Já no primeiro andar encontrei diversas casinhas de bonecas luxuosamente decoradas com diversos apetrechos, além dos simpáticos ursinhos de pelúcia e a maneira artesanal pela qual eles eram fabricados desde o principio. Neste ponto o que me chamou a atenção foi um ursinho com uma garrafa de metal, a qual era utilizada para esquentar a cama das crianças no inverno. Apesar da sua utilidade apenas algumas centenas foram produzidas no decorrer dos anos.

Desde os primórdios as crianças brincavam com as mais variadas formas de brinquedos, desde bolinhas de gude no continente africano, barquinhos, espadas e bonecas na Grécia Antiga e no Império Romano e fantoches na Idade Média.

Cada época traz consigo uma historia e conseqüentemente um tipo de brinquedo que cativa o mundo infantil, como pude verificar através dos brinquedos feitos em metal que com o passar do tempo acabaram enferrujados. Na época em que eles foram lançados era uma grande novidade, porém se os mesmos fossem comercializados hoje tenho certeza que nenhum pai teria a coragem de deixar seus filhos brincarem com um artefato tão perigoso.

Os brinquedos estimulam a criatividade das crianças e nem sempre é preciso ter algo tangível para que este seja considerado propriamente um brinquedo, como é  o caso dos jogos de esconde-esconde, pega-pega, ou a arte de criar seu próprio brinquedo, como é  caso dos bonequinhos feitos com nozes, folhas secas, pedaços de madeira, ou qualquer material que não seja tóxico ou represente um perigo.

Bem, e como não podia deixar de ser, o museu apresenta milhares de miniaturas de guerreiros, soldados, campos de batalha, robôs e a boneca mais famosa do mundo com seu namorado Ken: a Barbie jamais poderia ficar de fora deste museu, afinal de contas ela já completou meio século de vida e continua sendo a grande sensação entre as meninas do mundo inteiro. Além do que ela foi criada por Ruth Handler e seu marido Elliot Handler para sua filha adolescente Barbara e seu modelo original foi inspirado em uma boneca erótica alemã. A primeira versão da boneca pode até ter sido inspirada no erotismo, mas a cinquentona certamente teria pudores ao ser comparada com certas versões atuais.

Digamos que na minha infância eu nunca fui muito fã de bonecas, a não ser claro da Barbie, mas vou confessar que nesta visita ao Museu fiquei apaixonada por uma bonequinha simpática com sua carinha manhosa e seu olhar obliquo e dissimulado. Foi ai que descobri que mesmo com o passar do tempo os brinquedos continuam fazendo parte das nossas vidas e exercem um papel bastante importante no modo pelo qual atuamos e convivemos em sociedade.

E foi com esse espírito infantil que passei o meu dia brincando com as sombras, cores e pingos de chuva que caiam pelas janelas do museu em busca da criatividade do mundo adulto!!!

Agora eu quero saber, você sente falta de algum brinquedo da sua infância? Qual e por que?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s