Ein Augenblick in Munique


Esta viagem não estava nos meus planos até alguns dias atrás, mas como tudo na vida não é nada mais que um mero acaso do destino, eis que aqui estou visitando a famosa cidade alemã de Munique, que todos os anos recebe milhares de turistas na sua tradicional Oktoberfest, sempre regada a muitos litros de cerveja.

Pois bem, a minha ida para a Turquia incluía uma conexão rápida em Munique, mas graças aos controladores aéreos franceses que resolveram fazer greve neste período de vésperas de Páscoa, perdi minha conexão e acabei ficando 24 horas na cidade, o que não me decepcionou nem um pouco, ao contrario, a companhia Lufhtansa deu todo o apoio para a remarcação do bilhete e como não podia deixar de ser, me mandou para o Hotel Holiday Inn Express nas proximidades do aeroporto com todo o conforto e praticidade.

Depois de uma noite de sono tranqüilo e aconchegante na caminha macia  do hotel, peguei o transfer até o aeroporto e depois de deixar a bagagem no guarda volumes (isso mesmo, o aeroporto ainda oferece esta opção para você deixar suas malas e conhecer a cidade), comprei o bilhete de metro e fui direto para o centro, mais precisamente na Marienplatz, a área mais antiga da cidade onde me senti de volta a era medieval com tantas ruas e caminhos em meios aos prédios e avenidas com sua arquitetura típica desta região da Bavária.

Munique não possui muitos pontos turísticos como em outras cidades européias, no entanto encanta pela beleza de seus parques, a sua arquitetura histórica e porque não dizer pelo costume dos alemães em comer salsichas e beber cerveja nos Biergarten (jardins da cerveja). Não é a toa que a cidade abriga uma das maiores festas do mundo regada a muita cerveja: a Oktoberfest, pois aqui praticamente todo lugar que possui bancos, tenha cerveja por perto e seja a céu aberto já é mais que suficiente para tornar-se um jardim da cerveja…e muitas vezes nem precisa tudo isso, como pode-se ver na foto ilustrativa a seguir…

E foi pelo sentido olfativo que acabei chegando rapidamente ao Viktualienmarkt, o mercado mais antigo de Munique, originalmente um mercado de agricultores e hoje uma das áreas preferidas pelos gourmets. Ali os aromas das frutas frescas, das flores, dos confeitos e das carnes me deixaram com uma vontade danada de experimentar um Wurst mit Kartofellsalat (salsicha com salada de batata), principalmente depois que vi uma casa de carnes com venda de Wurst fur den Hund (a real salsicha pra cachorro por 3,50 euros o quilo), imagina se até os cãezinhos apreciam a iguaria porque não experimentar???

mas no final das contas acabei pedindo uma salada com um nome estranho que dizia ser típica da região da Bavária, a qual, diga-se de passagem, me deixou com mais fome ainda para atacar os doces da confeitaria.

Apesar da iguaria não estar a altura da minha fome, aproveitei para fazer o que os bávaros mais gostam: beber uma cerveja e bater perna para conhecer os atrativos da cidade.

Para começar, uma visita a Neues Rathaus (prefeitura da cidade): um prédio lindíssimo onde fica o Glockenspiel (o relógio de brinquedo), com os famosos bonequinhos mecânicos que aparecem e dançam musicas típicas quando o relógio marca meio dia.

Ali mesmo na parte interna da prefeitura ha também um restaurante self-service com seus dois leões mascotes que dão as boas vindas aos clientes, além de diversas lojas e um centro de informações turísticas da cidade.

Ha alguns passos dali encontra-se a Alte Peter (Igreja de São Pedro), umas das principais igrejas da cidade com suas duas torres que, segundo dizem, possuem a melhor vista da cidade. Infelizmente nesta época as torres estão em reforma e por isso, fechadas para a visitação.

Outro atrativo bastante interessante é o Hofgarten, um dos jardins renascentistas mais elegantes da região norte dos Alpes que fica nas proximidades da Odeonplatz e do Residenz (Parlamento) onde moravam os reis da Bavária.

Outro ponto que devo mencionar é a organização e a limpeza de tudo, desde o primeiro momento em que cheguei na Alemanha percebi que estava realmente em um lugar extremamente desenvolvido, pois em cada canto da cidade vê-se pessoas extremamente educadas, alem de crianças doutrinadas a seguir o caminho do sucesso com livrinhos de leitura que os acompanham desde os primeiros passos…não tive como deixar de registrar também o momento em que um grupo de crianças do Kindergarten (jardim de infância) faziam seu passeio pelo metro acompanhados pelos professores em uma espécie de carrinho de mão coletivo…achei isso simplesmente sensacional.

Depois disso tudo, voltei ao aeroporto para seguir minha viagem e ao longo do caminho ainda pude ver as lindas paisagens dos campos e das plantações desta, que para mim, foi uma cidade sinônimo de beleza, tranqüilidade e progresso.

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @turisnews no Twitter.

Não seja egoísta, compartilhe com seus amigos!

Anúncios

2 Respostas para “Ein Augenblick in Munique

  1. e assim, mais um presentinho de Deus… foi onde queria e sem custos grandiosos. parabéns pela matéria, excelente e como sempre… dá uma VONTADE ENORME DE IR CONHECER, mas para quem não pode…SONHO REALIZADO EM VER E SENTIR O CONHECER…
    Bjsssssssss pra vc turismóloga escritora maravilha!

  2. Pingback: Os melhores aeroportos do mundo « VIAGENS PELO MUNDO·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s