Phuket: entre o bem do paraíso e o mal do turismo sexual


Depois de 2hs a bordo de um ferry desde Phi Phi Island (200 Bath comprando em agências de Phi Phi ou 400 Bath diretamente no porto) eis que cheguei em Phuket, uma das mais conhecidas ilhas da Tailândia e também uma das mais comentadas pelo seu apelo ao turismo sexual do país. Pois bem, antes da viagem eu havia lido vários comentários de pessoas que tinham visitado Phuket e recomendavam deixá-la de fora do roteiro, no entanto para voltar a Bangkok eu teria que optar entre ir novamente a Krabi ou seguir até Phuket e pegar o voo diretamente de lá. Depois de muito pesquisar descobri também que Phuket é tão procurada pelos turistas que tem até voos internacionais diretos como o da Qatar Airways para Doha. E foi por esse motivo que decidi conhecê-la e posso dizer que a cidade me agradou bastante e com certeza voltaria outras vezes por lá.

Ainda dentro do ferry contratei o serviço de transfer com um dos guias que estava a bordo por 150 Bath para chegar até Patong Beach onde me hospedei no Hotel Ginger House que fica muito próximo da praia, dos restaurantes e do shopping Jungceylon e posso dizer que foi uma ótima escolha tanto pela comodidade de poder ir andando até a praia e conhecer os seus arredores quanto pelo conforto do quarto e o preço da diária.

Hotel Ginger House

Hotel Ginger House

Phuket é muito mais desenvolvida turisticamente que Krabi e por todos os lados fica nítido a presença massiva principalmente de grupos de turistas russos e europeus que vem em busca das famosas noitadas da cidade e das praias para passar suas férias devido à infraestrutura muito mais desenvolvida que em outras partes do sul da Tailândia. Em Phuket há várias opções de restaurantes de redes internacionais como o Hard Rock Café, um shopping center de grande porte “Jungceylon” com várias opções de diversão (até parece um sacrilégio falar em shopping center quando se está em uma cidade repleta de praias, mas se você levar em consideração os dias e noites chuvosas que costumam ocorrer na cidade vai perceber que um deles faz muita falta sim), além é claro das famosas casas noturnas e clubes espalhados por todos os cantos.

Shopping JungCeylon

Shopping JungCeylon

Espetáculo das águas no Shopping Jungceylon.

Espetáculo das águas no Shopping Jungceylon.

Hard Rock Cafe Phuket

Hard Rock Cafe Phuket

A cidade também é conhecida internacionalmente pelo turismo sexual e não é preciso esperar o anoitecer para ver um monte de meninas e lady boys (transexuais) dançando pole dance nos bares, entretendo homens muito mais velhos com conversa e jogos de beber ou em casas de espetáculos de Ping Pong (pompoarismo usando bolas, dardos e até mesmo animais pequenos).

Um dos vários bares de Bangla Road

Um dos vários bares de Bangla Road com dançarinas de pole dance

Phuket tem mais de quinze praias de águas quentes, cristalinas e areia fina que figuram-se entre as mais lindas do mundo e além disso agradam a praticamente todos os gostos: a Praia de Patong que fica no bairro mais turístico de Patong é a mais agitada e onde ficam os hotéis mais disputados e a famosa Bangla Road com seus bares, casas noturnas e shows de Ping Pong (pompoarismo), enquanto as praias mais afastadas são um pouco mais intocadas e tranquilas como a Nai Thon, Kamala e Hat Karon.

Praia de Patong com os navios de cruzeiros ao fundo.

Praia de Patong com os navios de cruzeiros ao fundo.

Turistas chegando de tuk tuk em Bangla Road.

Turistas chegando de tuk tuk em Bangla Road.

Se estiver hospedado ou passando pela Praia de Patong não deixe de experimentar as delícias do Restaurante N6 que fica na rua Thanon Ratuthit Songroip, este restaurante vive lotado e serve pratos da culinária tailandesa com preços super em conta e o atendimento é bem ágil. Além do restaurante na praia de Patong há também uma filial na colina com uma vista maravilhosa e se reservar com antecedência um tuk tuk busca os clientes gratuitamente no hotel.

Restaurante N.6 em Patong Beach

Restaurante N.6 em Patong Beach

A partir de Phuket saem também os passeios de um dia para Phi Phi Island, James Bond Island (onde foi filmado “007 Contra o Homem da Pistola de Ouro”) e Chicken Island (os mesmos passeios disponíveis em Krabi que fica mais perto destas ilhas).

Além disso, em Phuket há opções de passeios aos templos budistas e lutas de Muay Thai, uma das mais populares do mundo e um espetáculo que pode ser visto em Phuket City no Saphan Hin Stadium, onde lutas e exibições com lutadores de diferentes lugares do mundo acontecem regularmente.

Panfleto de uma luta de Muai Thai

Panfleto de uma luta de Muay Thai

Infelizmente não tive muito tempo para desbravar Phuket como se deve e ainda a chuva atrapalhou um pouco os planos de conhecer as praias de Kata (600 bath ida e volta de tuk tuk desde Patong) e Freedom Beach (2.000 Bath de longtail privado) que ficam um pouco mais distantes de Patong, no entanto valeu super a pena ter passado dois dias na cidade.

Praia de Kata

Praia de Kata

Freedom Beach acessível somente de longtail.

Freedom Beach acessível somente de longtail.

E depois de um mês viajando pela Ásia visitando lugares maravilhosos e paradisíacos e de ter muito aprendizado na bagagem eis que era chegado o momento de me despedir da viagem dos sonhos que me proporcionou momentos inesquecíveis em lugares onde eu jamais teria imaginado encontrar pessoas que deixariam marcas eternas em minha vida.

Um agradecimento especial à minha amiga e companheira de viagem Pollyana que me aguentou todos estes dias e compartilhou esta história maravilhosa, aos guias e pessoas que em pouco tempo me ensinaram muitas coisas maravilhosas e a Deus pela grande dádiva da vida.

E depois de visitar “o país do sorriso” volto para casa com o maior sorriso do mundo e feliz por ter tido a oportunidade de realizar mais esta viagem dos meus sonhos.

Obs. para referência US$ 1 = 32 Bath

Carpe Diem

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @turisnews no Twitter.

Não seja egoísta, compartilhe com seus amigos!

Anúncios

Uma resposta para “Phuket: entre o bem do paraíso e o mal do turismo sexual

  1. Pingback: Phi Phi Island: o paraíso que tem nome, cor e sabor de felicidade | VIAGENS PELO MUNDO·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s