Phi Phi Island: o paraíso que tem nome, cor e sabor de felicidade


Depois de 2 hs de viagem a bordo de um ferry boat desde Krabi (250 Bath), cheguei em Phi Phi Island no cais abarrotado de turistas em um contínuo vai e vem. Para entrar na ilha é preciso pagar uma taxa de 20 Bath e logo na saída do cais estão os carregadores de malas que ajudam os recém chegados a encontrar o caminho para os seus respectivos hotéis, já que na ilha não há nenhum tipo de veículo motorizado.

As ilhas Phi Phi são consideradas as mais lindas do mundo e estão entre os destinos mais populares da Tailândia, também pudera, já serviram de cenário para filmes famosos como “A Praia” com Leonardo di Caprio, abrigam um parque nacional com belezas raras e paradisíacas e ainda despertam suspiros suaves de alegria.

IMG_4639

Muitas pessoas que visitam Phi Phi pensam que ela faz parte de Phuket que fica a 48 km, no entanto ela faz parte da província de Krabi e é composta por 2 ilhas:

  • Phi Phi Don: a maior das duas ilhas ao Norte, também conhecida por suas praias cristalinas, as suas formações de corais e onde concentram-se os moradores locais, os hotéis, restaurantes e a vida noturna da ilha.
  • Phi Phi Le/Ley/Leh : localizada a cerca de 2 km ao Sul, esta ilha é desabitada e tem como principal atrativo as paisagens rochosas, as cavernas e as praias paradisíacas como a famosa Maya Bay.

Minha estadia de 3 dias em Phi Phi foi no Hotel Phi Phi Cabana Resort (um dos únicos remanescentes do tsunami que ocorreu em 2004 e que devastou grande parte da ilha) e uma das melhores opções da ilha por estar muito bem localizado ao lado do cais, na região chamada de Ton Say onde estão os mercados, restaurantes e agências de viagem, sem contar que os quartos tem uma vista surpreendente, uma praia praticamente privada logo em frente da sua piscina gigantesca, além de ficar próximo o suficiente das baladinhas noturnas e longe o suficiente para nem ouvir o barulho quando o sono bate.

Vista do quarto do Phi Phi Cabana Resort.

Vista do quarto do Phi Phi Cabana Resort.

Piscina Phi Phi Cabana Resort

Piscina Phi Phi Cabana Resort

Quarto do Phi Phi Cabana Resort.

Quarto do Phi Phi Cabana Resort.

E falando em baladas é em Phi Phi Island que a festa rola solta todas as noites, principalmente em Loh Dalam Bay a praia principal da ilha onde concentram-se a maioria dos bares que se transformam em discotecas e oferecem espetáculos pirotécnicos e com fogo, música eletrônica e muitos turistas dispostos até a tirar a roupa para ganhar um baldinho de bebida, além é claro de um pôr-do-sol incrível.

E é ali também em um dos becos que fica o melhor restaurante da ilha: o Anna´s, que serve pratos tailandeses, internacionais e o famoso hambúrguer de carne da casa que é um verdadeiro achado depois de tantos dias comendo só peixes e carne de frango. Não deixe de experimentar também o delicioso prato de carne e legumes ao molho de ostra acompanhado de um delicioso shake de banana. E lembre-se de tirar os sapatos antes de entrar no restaurante, pois isso faz parte da cultura tailandesa.

Espetáculo pirotécnico em

Espetáculo pirotécnico em Loh Dalam

Pôr-do-sol em

Pôr-do-sol em Loh Dalam

Restaurante Anna´s

Restaurante Anna´s

E falando em baldinho, os tailandeses e turistas adoram beber os famosos coquetéis servidos nos baldinhos que podem ser comprados diretamente nos bares de praia ou nos supermercados e barracas da ilha e são uma verdadeira tradição nacional.

Baldinhos de bebidas para todos os gostos.

Baldinhos de bebidas a venda para todos os gostos.

Outro ponto alto (literalmente) de Phi Phi Island é o viewpoint, concebido inicialmente como via de escape em caso de tsunami, é o ponto mais alto de onde se pode ter uma visão geral da ilha e de quebra ver o pôr-do-sol. Para chegar ao topo basta seguir as placas indicativas, subir vários degraus de escada e pagar uma taxa de 20 Bath.

Vista do viewpoint.

Vista do viewpoint.

Durante toda a viagem a grande expectativa era a visita à Maya Bay, a grande estrela do filme “A Praia” que atrai milhares de visitantes e estampa os cartões postais do país. Depois de muito pechinchar consegui fechar o passeio em um barco longtail por 300 Bath (mais a taxa de 100 Bath de entrada em Maya Bay) que inclui também a visita à ilha dos macacos, a Viking Cave com seus desenhos de antigos barcos e os ninhos de andorinhas que são considerados uma relíquia para alguns países asiáticos, além é claro da Maya Bay e sua paisagem única.

Ilha dos Macacos

Ilha dos Macacos

Viking Cave

Viking Cave

Ponto perfeito para snorkel antes de chegar em Maya Bay;

Ponto perfeito para snorkel antes de chegar em Maya Bay;

Como fiz o passeio pela tarde, cheguei por volta das 16hs à Maya Bay e a maré já estava bem baixa, no entanto não havia muitas pessoas e deu para aproveitar bastante as cerca de 1h30 para fotografar, nadar e andar pela pequena trilha da baía. Vou ser sincera em dizer que fiquei um pouco decepcionada com a visita porque depois de tanto ouvir falar em Maya Bay fui com muitas expectativas e não encontrei o paraíso que esperava. A maioria dos turistas querem visitá-la e isso gera um congestionamento de barcos e pessoas em um espaço muito pequeno, além do que esta alta concentração de visitantes acarreta muita poluição visual e acúmulo de lixo em um lugar que deveria ser muito mais preservado. Apesar disso tudo adorei ter conhecido Maya Bay e principalmente ter feito o passeio na parte da tarde para poder fechar o dia com um pôr-do-sol digno de um paraíso na terra.

Maya Bay

Maya Bay

Maré baixa em Maya Bay.

Maré baixa em Maya Bay.

Vista incrível de Maya Bay.

Vista de Maya Bay durante a maré baixa;

O lixo deixado pelos visitantes em Maya Bay.

O lixo deixado pelos visitantes em Maya Bay.

Pôr-do-sol em Phi Phi Leh.

Pôr-do-sol em Phi Phi Leh.

Além das praias e das paisagens deslumbrantes, Phi Phi Island também está se convertendo em um centro de referência em mergulho com vários cursos e agências especializadas que oferecem pacotes e treinamentos de acordo com as necessidades dos visitantes em vários idiomas.

E por um acaso do destino minha estadia em Phi Phi Island coincidiu com a festa de aniversário do rei da Tailândia (5 Dezembro), noite de lua cheia e, como não podia deixar de ser, uma festa com muitas bandeiras na cor amarela (a cor do rei) e muitos fogos de artifício tornaram minha passagem pelo paraíso ainda mais espetacular e apaixonante.

Lua cheia e bandeiras amarelas para fechar com chave de ouro a passagem em Phi Phi Island.

Lua cheia e bandeiras amarelas em comemoração ao aniversário do Rei para fechar com chave de ouro a passagem em Phi Phi Island.

Obs. para referência US$ 1 = 32 Bath

Próxima parada: Phuket

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @turisnews no Twitter.

Não seja egoísta, compartilhe com seus amigos!

http://ocioso.com.br/troca-de-links/tag/id/2aSQKTh2LOmsO7wM-FrbAl3Ib7ahLZLPprEo1vFPENFBmNwPMtdF8C3OtnUCYXqAu3v4uxkfe7LwKWDTviGSpsdQBKHjFDNhfjn_PWMIS5y8SZl0__UcJffPwJpRzGd61xlCtaQV3Y4P3dBVgHmvou_kDt1gNivES5btuINGSEi0Hhm8Bm69KHknZO4FKZEpNJY974uzhhULx8iIuEC4xM_UEkCV17kkHuSdIaE9jn1QSaawqEKriRM3BuW0qWEb|J4CvX5rnbjhyG6J76LSBM0Ea4sSftZOWCpQ0cDw3d0M=

Anúncios

Uma resposta para “Phi Phi Island: o paraíso que tem nome, cor e sabor de felicidade

  1. Pingback: Krabi e as mais lindas ilhas do sul da Tailândia | VIAGENS PELO MUNDO·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s